22.06.2016

Ashley Tisdale está na capa da nova edição da revista americana New You, que traz um maravilhoso ensaio fotográfico, feito pelo fotógrafo Fadil Berisha, e uma entrevista exclusiva, onde a atriz fala sobre sua linha de maquiagem, seus trabalhos como produtora executiva e diretora criativa, sua carreira na música,  High School Musical 4 e mais.

Confira as fotos em alta qualidade em nossa galeria, clicando nas miniaturas, e leia abaixo a entrevista traduzida:

Scans

\"001~555.jpg\" \"003~509.jpg\" \"004~472.jpg\" \"006~424.jpg\" \"008~372.jpg\"

Photoshoot

\"01~1.png\" \"02~1.png\" \"03~1.png\" \"04~150.jpg\" \"05~144.jpg\"

Dez anos depois de se formar a partir de High School Musical, Ashley Tisdale está bastante ocupada descobrindo a alegria em seus novos papéis como designer e produtora — sem mencionar a cereja do bolo, o filme com Jason Biggs — e aproveitando os dias de glória. Aqui, ela nos diz como ela continua alcançando as notas altas.

Todos os atores sonham em criar personagens maiores do que a vida; papéis tão completamente emblemáticos e memoráveis, que chegam a sair pra fora da tela e criar uma vida própria. Se ela não a conhecesse, afável, adorável Ashley Tisdale poderia estar convencida de que Sharpay – a garota popular inesquecível interpretada por ela em High School Musical, com 13,1 milhões de seguidores no Twitter depois de 10 anos desde a estreia daquele primeiro filme – pode realmente ser ela vivendo e respirando. Mas Tisdale, que tem 30 anos, é mais do que isso -e ela não está parando por aí. A talentosa atriz, cantora e produtora agraciou tanto a tela grande como a pequena e tem produzido séries, como Young & Hungry, através de sua produtora, Blondie Girls. E quando os detratores se prepararam para tentar diminuir seu trabalho em seu álbum de estréia, Headstrong, em 2007, ela os silenciou entrando no Top Billboard 200 na posição. Se isso não foi o bastante, Tisdale recentemente embarcou em um caminho empresarial, pronta para por os mundos da moda e beleza em chamas. Em abril, informações sobre sua nova linha de maquiagem, Illuminate by Ashley Tisdale, foram lançadas na mídia social, enquanto seu papel como diretora criativa para Signorelli resultou em sua primeira coleção, lançada em janeiro. Oh, e ela está recém-casada, também. NEW YOU esteve com a maravilhosa e multifacetada Tisdale na Cidade dos Anjos (Los Angeles) para falar sobre sua nova comédia, Amateur Night, co-estrelado por Jason Biggs, encontrar a beleza dentro dela, e deixar o mundo ao redor de você ser o seu guia.

NEW YOU: Como Illuminate by Ashley Tisdale surgiu?

ASHLEY TISDALE: Eu amo fazer minha própria maquiagem e eu queria ser capaz de compartilhar meus segredos e dicas com os meus fãs. Eu me juntei com a BH Cosmetics, empresa que está fazendo Illuminate comigo, porque eles sabem fazer produtos muito bons e com um preço acessível, o que é muito importante para o meu público. Eu estou trabalhando muito nisso, então é bom ver a reação de como as pessoas estão adorando.

NY: Por que você insiste em ser tão envolvida assim?

AT: Se eu vou colocar meu nome em alguma coisa, tem que ser algo que vem de mim. Eu sou uma pessoa muito criativa. Eu tenho uma empresa de produção [Blondie Girl], tenho o The Haute Mess, que é como um site editorial, e sou agora uma diretora criativa da Signorelli. Eu gosto de fazer um monte de coisas e isso é apenas porque, como atriz, nós realmente somos do tipo de que temos que cumprir com o que foi proposto por outras pessoas. Eu adoro criar ideias, sendo para uma série ou para uma maquiagem. A embalagem em si foi totalmente minha ideia e foi inspirado por uma edição de verão da Elle.

NY: Qual é a melhor segredo que você descobriu sobre a aplicação de maquiagem?

AT: Quando eu era mais jovem eu costumava colocar muita maquiagem, especialmente quando eu estava no ensino médio. Eu aprendi que é melhor ser natural e se você quer usar uma cor mais forte ou diferente, há uma maneira de fazer isso. A razão pela qual eu chamei de Illuminate é que eu sinto que a maquiagem deve iluminar você. Deve realçar sua beleza natural. Eu sou uma pessoa que ama um visual iluminado e praiano.

NY: Nos fale sobre seu papel como diretora criativa da Signorelli.

AT: Nós expandimos a linha de camisetas para o Outono de 2016 em mais tecidos e jaquetas. Então, nós teremos mais peças na linha, o que sempre foi o objetivo. [Signorelli] tem me permitido ser livre como a diretora criativa disso. Apenas o fato de que eu sugeri, \”eu acho que nós precisamos mudar o logotipo\”, e lá estava eu em um computador brincando com fontes diferentes. Eu encontrei esta fonte de letra pincelada e eu adorei, e eles apenas disseram \”Tudo bem\”.

NY: Você sabe, isso é bom porque muitas pessoas pensam, \”Oh, ela está apenas colocando seu nome lá\”, e não como algo que está realmente vindo de você

AT: Há muito trabalho duro em tudo o que eu faço. Qualquer coisa que eu já fiz no passado, é sempre algo que eu uso, e que faz sentido para mim. Eu não apenas coloco o meu nome em alguma coisa, especificamente com as roupas e com a maquiagem e, obviamente, a produção, que são um pedaço de mim.

NY: Conte-nos sobre o seu papel ao lado de Jason Biggs na comédia independente Amateur Night, dirigido por Lisa Addario e Joe Syracuse.

AT: Eu sou uma das prostitutas. É baseado em uma história verdadeira; a história do diretor. Eu sempre gosto de me desafiar como atriz e agora, nesta parte da minha vida, eu gosto de fazer coisas que as pessoas não esperam de mim. Então, quando eu ouvi sobre a personagem, Fallon, que ela é uma pessoa real, que é uma prostituta e que dizia que as mulheres não eram vítimas… Elas decidiram serem prostitutas e esse é o seu negócio. Fallon é grungy e rocker. Eu me basei na [música da cantora] Kesha. Eu escutei as músicas dela antes de ir ao set e isso me trazia o clima da personagem.

NY: O que você aprendeu com este papel?

AT: Uma das lições que eu aprendi ser livre e se arriscar, ao invés de ter medo. Eu acho que em uma grande parte do tempo, ficamos nos perguntando, \’Oh, o que as pessoas vão pensar sobre o papel?\’ ou Como vai ser quando for lançado? Coisas maravilhosas vêm quando você sai de sua zona de conforto.

NY: O que você já aprendeu como uma produtora executiva?

AT: Eu tenho a minha empresa [Blondie Girl] a cerca de oito anos. Quando eu comecei, eu só sabia que eu queria produzir, porque eu tenho um monte de ideias. Então eu me juntei a uma produtora e ao longo dos anos eu aprendi como uma produtora. Young & Hungry é um dos primeiros shows de fora da empresa e tem sido muito bem sucedido. Estamos indo para a quarta temporada agora. Eu realmente encontrei minha voz lá porque estávamos produzindo um monte de coisas sem roteiro. Eu realmente me agarrei nisso porque eu cresci nesse mundo. Ser um produtor é por suas mãos no projeto do inicio ao fim e não só apenas criar personagens.

NY: O que te surpreendeu sobre estar desse lado do processo?

AT: Para nós, como empresa, é realmente sobre o empoderamento das mulheres. As nossas principais histórias têm sempre uma personagem feminina. Quando você acha que isso é o certo, mas outras pessoas também validam essa ideia, você fica tipo, \”Oh, sim, eu totalmente sei o que estou fazendo!\”. Parece que você está encontrando a si mesmo nisso.

NY: Parece que você encontrou um novo lado de si mesma.

AT: Eu sempre fui uma pessoa muito independente. Como mulher, eu nunca quis depender de ninguém especificamente, com exceção de mim mesma. Lembro que produzimos um filme do Disney Channel chamado Cloud 9, e mudamos o final baseado em mim, porque eu disse, \”Eu não quero que ela faça isso pelo garoto. Ela tem que fazer isso por ela\”. Eu amo o que está acontecendo agora porque é muito importante para a nossa geração mais jovem. Eu tenho uma sobrinha que tem cinco anos. Por ela se espelhar em mulheres fortes? Isso é incrível.

NY: Você passa muito tempo com sua família?

AT: A família é super importante. Nós atualmente fazemos um jantar de família no domingo à noite e é algo que todos nós amamos. É muito bom ter pais que não estão neste negócio. Eu estive neste negócio desde que eu tinha três anos, de modo que [minha mãe] tem estado nesta viagem comigo por um longo tempo. Eu, obviamente, faço coisas por conta própria, mas é bom poder chamá-la quando estou tendo um dia ruim e apenas ter o seu conselho. É o mesmo com o meu pai. Ele costumava treinar futebol na Pop Warner, e sempre que eu estou tipo, tendo um dia difícil, ele vem até mim como um treinador. Ele diz, \”Isto é o que você tem a fazer…\” e é muito inspirador. É bom ter pais que realmente te apoiam e estão sempre lá para você; eles me mantem no chão.

NY: Você estará em High School Musical 4?

AT: Não. Olhando para trás, foi uma coisa perfeita naquele tempo e foi tão puro que eu não sei como irão fazer a partir daí. High School Musical não nos fez, nós fizemos High School Musical por causa da nossa amizade, quão próximos éramos, e a magia que tinha naquele momento. Kenny Ortega o fez o que é. A Disney é uma empresa incrível, então eu tenho certeza que eles vão encontrar uma maneira de fazer isso.

NY: Foi difícil a transição de um filme tão icônico como High School Musical a quem você é agora?

AT: Sim, tem sido totalmente um desafio. Acho que as pessoas neste negócio o colocam em uma caixa e rotulam pelo que eles pensam que sabem de você e qual personagem você já fez. Sharpay era uma personagem tão incrível, mas no final do dia foi uma personagem; não era eu. Qualquer coisa que eu tenha começado desde então, séries e filmes, é realmente eu lutando por isso. Eu acho que a jornada é o que me faz tão grata por tudo. Se eu conseguisse as coisas facilmente o tempo todo eu não sei se seria a pessoa que eu sou hoje. É uma bênção ter sido parte de algo que era tão grande e impactante e todos os membros do elenco ainda são meus melhores amigos hoje. Monique Coleman, na verdade, sempre ri porque eu amava a Jessica Simpson, especialmente naquela época. Monique simplesmente nunca entendeu isso, mas eu acho que eu acabei podendo ver que ela é uma mulher de negócios muito inteligente e eu pude ver que o que ela fez é incrível. Recentemente, Monique me chamou e disse: \”Você sabe que eu costumava tirar sarro de você o tempo todo. Agora eu vejo que você está fazendo e agora eu entendo. E agora eu vejo o que [Jessica Simpson] tem feito\”. É muito legal ter sido parte de algo com os amigos e ver onde todos nós chegamos.

NY: Você vai continuar com a sua carreira de cantora?

AT: Adoro cantar e eu estou no estúdio agora, apenas brincando um pouco e vendo onde me leva, mas não há nenhum futuro imediato. Eu quero ter certeza de que tudo tem seu tempo.

NY: Você escreve sobre corações partidos e amor em suas músicas. É difícil ter um relacionamento sob os holofotes?

AT: Eu não diria que é difícil. Eu sou muito particular com os meus relacionamentos. Eu sou uma grande fã das mídia sociais, mas eu acho que há uma linha tênue de manter o que você quer e o que está perto de seu coração privado. Eu escolho o que vou revelar. Uma vez que você se sente como se tivesse dado tudo a perder, é difícil conseguir isso de volta.

NY: Como é que você soube que seu marido, Christopher French, era o escolhido?

AT: É apenas uma daquelas situações que é muito natural depois de estar em relacionamentos, onde você está tentando arduamente para fazer funcionar e então você está apenas como, \”Isso não está certo\”. Quando você encontra o escolhido você fica tipo, \”Oh! É assim que deve ser!\”.

NY: Nos fale sobre seu trabalho com o St. Jude Children’s Research Hospital.

AT: Minha tia faleceu de câncer, minha avó sobreviveu a um câncer de mama, e eu conheço muitas pessoas que tiveram seus pais passando por isso, mas para ver as crianças que passam por isso é muito difícil. Meu marido e eu fomos lá há dois anos e fizemos biscoitos com as crianças. Eu amo visitar eles e trazer seus ânimos de volta. Apenas alguns meses atrás, eu voltei lá e um dos garotinhos que estava passando por quimioterapia há dois anos estava ficando livre do câncer. Eu não o reconheci primeiramente e ele ficou tipo \”Hey eu fiz os biscoitos com você há dois anos\”. Ele era tão saudável e bonito, tão doce, feliz e positivo. Quer dizer, isso é o que eles trazem para essas crianças. Há crianças que riem e que estão se divertindo. Eu acho que isso é o que os ajuda a passar por isso. É muito incrível ver o que eles fazem.

NY: O que você gostaria que as pessoas soubessem que eles não sabem sobre você?

AT: De uma perspectiva externa isso parece, oh wow, fazer o que ela faz é tão fácil. Até que você esteja vivendo a vida de alguém, é difícil de assumir. Me lembro de ter 18 anos, fazendo testes após testes e não ser escolhida. E eu ficava tipo, \”Eu não acho que eu estou destinada a fazer isso\”. Então Suite Life of Zack & Cody apareceu e eu fiz o teste, o que mudou toda a minha carreira, porque então eu fui para High School Musical. Eu acho que é certo quando as pessoas estão no momento mais difícil é quando as coisas acontecem. Se você quiser fazer alguma coisa, você apenas tem que continuar lutando.

Fonte
Tradução & Adaptação: Equipe ATBR.



Capturas

\"NewYou_021.jpg\" \"NewYou_027.jpg\" \"NewYou_034.jpg\" \"NewYou_036.jpg\" 



Capturas

    








Design: Gustavo Franco